O LASPEF


Laboratório de Silvicultura e Pesquisas Florestais

O LASPEF – Laboratório de Silvicultura e Pesquisas Florestais surgiu em 2013. Localizado no CCA/UFSCar, Araras-SP, nossos projetos tratam da silvicultura tropical e da ecologia, manejo e restauração de ecossistemas florestais e savânicos. Também atuamos com pesquisa e extensão relacionadas ao estabelecimento e à avaliação de programas, projetos e políticas públicas de restauração e conservação florestal e de pagamento por serviços ambientais.

 

O LASPEF abriga o GESF – Grupo de Estudo em Silvicultura e Florestas, no qual alunos de graduação do Centro de Ciências Agrárias da UFSCar participam de várias atividades técnicas e científicas relacionadas à ciência florestal.

 

Navegue pelas nossas páginas para mais informações sobre projetos, ideias e parcerias.

Linhas de Pesquisa


Os projetos de pesquisa do LASPEF abordam diversos aspectos da silvicultura tropical e da ecologia, manejo e restauração de ecossistemas florestais e savânicos.

Manejo de fragmentos

Manejo de fragmentos florestais degradados: Na Mata Atlântica, os remanescentes florestais são chaves à conservação da biodiversidade e à provisão de serviços ecossistêmicos. Em muitas regiões, esses remanescentes, negligenciados na prática da restauração ecológica, estão severamente degradados. Nesta linha, testamos técnicas de restauração para remanescentes degradados, como o corte de trepadeiras em abundância e os plantios de enriquecimento.

 

Projetos:

 

–  Manejo de Fragmentos Florestais degradados no Parque Estadual Vassununga (financiado pela Logum SA e IPEF).

-Avaliação de técnicas para a restauração de fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual (Universal CNPq proc. 420857/2016-8, coordenado pelo Prof. Ricardo Viani)

Mata Atlântica

Espécies, técnicas e monitoramento da restauração da Mata Atlântica: As espécies arbóreas plantadas interferem no sucesso inicial da restauração florestal. Neste tópico, estudamos quais espécies que melhor se desenvolvem na restauração da Mata Atlântica, como inseri-las em modelos de restauração e como monitorar essa restauração para aferir seu sucesso ao longo do tempo.

 

Projetos:

 

– O que se planta na restauração da Mata Atlântica – análise florística e funcional (doutorado – Crislaine de Almeida).

– Crescimento inicial de espécies arbóreas nativas na restauração florestal sob diferentes intensidades de práticas silviculturais (mestrado – Adélia Ornelas).

– A técnica de semeadura direta para a restauração da Mata Atlântica: riqueza, espécies recomendadas e atributos que lhes conferem sucesso (mestrado – Daniel Horle).

– Diversidade é chave para o sucesso? Avaliação de plantios de restauração florestal com diferentes números de espécies arbóreas (em implantação)

Cerrado

Espécies e técnicas de restauração do Cerrado: A demanda por técnicas para a restauração do Cerrado é crescente. Nesta linha, estudamos técnicas para produzir e reintroduzir espécies (especialmente não arbóreas) na restauração desse bioma prioritário para a conservação da biodiversidade global.

 

Projetos:

 

– Produção em viveiro e plantio de mudas de gramíneas nativas para restauração de fisionomias abertas do Cerrado (doutorado – Ana Carolina Cardoso de Oliveira)

– Restaurando ecossistemas neotropicais secos – seria a composição funcional das plantas a chave para o sucesso? (Temático da Fapesp, Proc. 19/07773-1, Coordenação do Prof. Rafael Oliveira, com participação do Prof. Ricardo Viani e Ana Carolina Cardoso de Oliveira)

Silvicultura

Silvicultura de espécies nativas: Avaliamos o crescimento de espécies de árvores nativas madeireiras em plantios puros e em modelos de restauração florestal. Queremos selecionar espécies e modelos de maior potencial para retorno econômico, visando o ganho de escala no cultivo de árvores nativas e na restauração florestal.

 

Projetos:

 

– Crescimento de espécies madeireiras nativas da Mata Atlântica sob diferentes intensidades de luz (desenvolvido na Fazenda Santo Antônio, em Araras-SP).

Anos de Laspef

Linhas de pesquisa

Mais de 50 egressos formados

Mais de 50 Publicações

Nossa Equipe


Confira os membros atuais do LASPEF
IMG_20210808_173100973_PORTRAIT_2

Professor Ricardo A. G. Viani

Sou Engenheiro Agrônomo pela Universidade Estadual de Londrina (2002) e mestre e doutor em Biologia Vegetal pela Universidade Estadual de Campinas (2010). Professor da UFSCar desde 2013, leciono as disciplinas de botânica, silvicultura e restauração florestal. Atuo com pesquisa abordando aspectos ecológicos e técnicos da restauração florestal e savânica e da silvicultura de nativas. Tenho interesse também com questões relacionadas ao estabelecimento e a avaliação de programas, projetos e políticas públicas de restauração, conservação da biodiversidade e de pagamento por serviços ambientais.

 

E-mail de contato: viani@ufscar.br

Adelia_ot

Adélia Carla Santos Ornelas

Engenheira Agrônoma formada na Universidade Estadual de Londrina – UEL em 2014, atualmente aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Agricultura e Ambiente – PPGAA da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, campus de Araras, SP. Participa do Laspef como mestranda em pesquisa com práticas silviculturais na restauração florestal na Mata Atlântica, avaliando a influência da intensificação de controle de espécies ruderais e a adubação em mudas de espécies arbóreas nativas.

 

E-mail de contato: adeliacarlaornelas@gmail.com

WhatsApp Image 2020-05-14 at 09.02.46

Aline Seriani

Bióloga formada pela Universidade Federal de Alfenas- UNIFAL- MG (2019). Atualmente é aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais – ESALQ/USP, atuando na área de restauração florestal, cujo projeto busca avaliar se as variações na distribuição e abundância das espécies arbóreas de crescimento rápido e lento, que já são utilizadas em plantios de restauração na Mata Atlântica, podem contribuir com o aperfeiçoamento de técnicas de restauração florestal que priorizem a rápida formação de estrutura florestal com alta diversidade.

 

E-mail de contato: aline.1230@hotmail.com

Ana_ot

Ana Carolina Cardoso de Oliveira

Engenheira agrônoma e Mestre em Agricultura e Ambiente pela UFSCar, é integrante do Laspef desde 2014. Pelo laboratório, teve iniciação científica pela FAPESP com projeto de adubação orgânica em palmito-juçara, fez mestrado com produção de mudas de capins nativos para restauração do Cerrado, e atualmente cursa doutorado em Recursos Florestais (Esalq/USP) e continua sua pesquisa com restauração de fisionomias abertas do Cerrado, pelas técnicas de semeadura direta e plantio de mudas de capins nativos.

 

E-mail de contato: accdeoliveira@gmail.com

crislaine_ot

Crislaine de Almeida

Bióloga formada na ESALQ/USP e mestre em Agricultura e Ambiente pela UFSCar. Atualmente curso doutorado em Recursos Florestais na ESALQ/USP. Minha pesquisa de doutorado tem como objetivo comparar a representatividade, composição e diversidade funcional de diferentes plantios de restauração ao longo da Mata Atlântica com a diversidade da flora arbórea dos remanescentes florestais do bioma. Buscamos responder se o que é plantado pela restauração florestal possui similaridade com a flora regional e reconhecer, dessa forma, quais regiões e fitofisionomias têm menor representatividade da flora arbórea nos plantios. Para isso irei utilizar um banco de dados que conta com os plantios de restauração realizados na Mata Atlântica pelo programa “Click Árvore”. Os resultados a serem gerados têm sua importância justificada pela Mata Atlântica brasileira ser uma das formações florestais mais degradadas do mundo, o que torna importante reconhecer o papel da restauração florestal em preservar sua diversidade.

 

E-mail de contato: crislainealmeid@gmail.com

Daniel_horle_ot

Daniel Horle

Engenheiro Florestal formado pela UFLA no ano de 2007, gestor em tecnologias ambientais pela Politécnica da USP (2012), atualmente cursa o mestrado strictu sensu no programa de pós-graduação da UFSCAR, trabalhando com uso da semeadura direta como técnica de restauração florestal na Mata Atlântica, visando redução de custos e restauração em larga escala. No âmbito profissional é sócio diretor da empresa ARBEN ESTUDOS E CONSULTORIA AMBIENTAL.

 

E-mail de contato: daniel@arben.com.br

Foto_Elson

Elson Junior S. da Silva

Engenheiro Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia e Mestre em Ciências (C&T de Sementes) pela Universidade Federal de Pelotas.  Atualmente cursa o doutorado no Programa de Recursos Florestais da ESALQ/USP. Minha pesquisa de doutorado visa investigar a ecofisiologia de germinação e atributos funcionais de gramíneas e herbáceas do Cerrado por meio de técnicas de semeadura direta. Tendo em vista que as sementes das espécies ocorrentes nesse bioma estão submetidas a condições de baixa precipitação pluviométrica, elevadas temperaturas e exposição ao fogo, o trabalho terá como objetivo analisar a influência da hidratação descontínua para a identificação de espécies com memória hídrica de sementes e estudar esse processo como estratégia para a perpetuação dos indivíduos no ambiente natural. Nesse contexto também será analisado o efeito do fogo sobre potencial germinativo das espécies.

 

E-mail de contato: elsonjrsouza@hotmail.com

FotoLaspef_MarinaPérola

Marina Pérola Zerbinato José

Tecnóloga em Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela FATEC Jahu (2020), atualmente é aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Agricultura e Ambiente – PPGAA da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, Campus Araras – SP. Na graduação, foi bolsista PIBITI/CNPq e desenvolveu pesquisa na área de silvicultura de espécies nativas em parceria com o Instituto Agronômico de Campinas – IAC. No mestrado, segue pesquisando na área com um projeto que visa compreender o melhor momento para inserir espécies arbóreas nativas do Brasil com potencial madeireiro em plantios de restauração florestal, considerando diferentes disponibilidades de luz. A compreensão desse e de outros fatores contribui para o avanço do setor madeireiro no país, tornando a silvicultura de espécies nativas economicamente viável e a restauração florestal atrativa para proprietários rurais.

 

E-mail de contato: marinazerbinato@estudante.ufscar.br

Ensino


Conheça as disciplinas de graduação e pós-graduação
  • Graduação

    Discplinas

    Botânica (240010)

  • Botânica (240010)

  • Silvicultura (240109)

  • Adequação ambiental e restauração florestal (240940)

  • Área Restrita
  • Pós-graduação

    Disciplinas

    Serviços Ecossistêmicos (AA 041 e LCF 5800)

  • Serviços Ecossistêmicos (AA 041 e LCF 5800)

  • Restauração Florestal em paisagens agrícolas (AA030)

  • Área Restrita

Publicações


Principais publicações científicas:

Parceiros


Confira nossos principais parceiros

Entre em Contato


Entre em contato através de nosso formulário de contato ou pelos contatos disponíveis abaixo do formulário.

    header

    (19) 3543 2884 / 3543 2596

    header

    Rod. Anhanguera, km 174, Araras-SP

    header

    viani@ufscar.br

    Mídias sociais LASPEF: